Monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA)

0
1148

A monitorização ambulatorial da pressão arterial, conhecida como MAPA, é um método de medição automática da pressão arterial realizada através de um aparelho que é colocado na cintura do paciente, e que infla uma bolsa de borracha chamada de manguito, posicionada no braço.

As medidas da pressão arterial são feitas a cada 15 a 20 minutos durante o dia e a cada 20 a 30 minutos durante à noite, sendo este processo semelhante ao realizado durante as consultas médicas. O exame deverá ter uma duração próxima de 24 horas. As medidas são armazenadas neste dispositivo e, posteriormente, são transferidas para um programa de computador que permite a análise dos dados coletados.

Ao realizar inúmeras medidas, a monitorização ambulatorial da pressão arterial permite calcular médias pressóricas durante o período total de exame (aproximadamente 24 horas), durante a vigília (período em que o paciente fica acordado, em geral, entre 7 e 23 horas) e durante o período do sono.

Essas médias, principalmente a média do período total de exame, são mais preditoras do desenvolvimento de complicações cardiovasculares no longo prazo do que as medidas realizadas durante as consulta médicas (medidas casuais).

Orientações antes do exame 

– Marque o exame para um dia de atividades habituais como  trabalhar, dirigir, atividades domésticas, etc. Deve-se evitar a prática de exercícios físicos durante as 24 horas que precedem o exame e, também, durante o exame.

– Venha para o exame de banho tomado e com um cinto. Não será permitido tomar banho durante o exame. Em caso de uso de medicamentos, traga a lista completa dos mesmos, com as doses e os horários de utilização.

– O paciente deverá ter um dia de atividades habituais. No momento do funcionamento do aparelho  o paciente deverá manter o braço em que está colocado o manguito esticado ao lado do corpo, até que o mesmo seja totalmente desinsuflado. Este processo geralmente ocorre a cada 20 minutos durante o dia e a cada 30 minutos à noite, sendo o processo semelhante a medida da pressão arterial feita no consultório.

– Exercícios físicos devem ser evitados durante o exame. O  teste de esforço é o exame específico para avaliar a pressão arterial durante o esforço físico.

– O aparelho deverá ser retirado da cintura durante à noite, devendo ser colocado sob o travesseiro ou em uma cômoda, permanecendo ligado ao manguito pela mangueira de borracha. O manguito poderá ser apertado ou afrouxado durante o exame, conforme a sua necessidade. É importante que este permaneça sempre acima da prega do cotovelo. Durante à noite  o paciente deve evitar de dormir sobre o braço em que está instalado o manguito.

– O relatório médico deverá ser preenchido corretamente, contando obrigatoriamente com os seguintes ítens: medicamentos (nome, dose e horário de tomada), atividades (domésticas, trabalho , reuniões , trânsito , lazer , etc.) , hábitos (ingestão de álcool , café e consumo de cigarros) , período do sono  (horário que dormiu e acordou, horário de eventuais interrupções durante o sono e avaliação de como foi a qualidade do mesmo) e, por último, a ocorrência de sintomas (tonturas, sensação de desmaio, desmaio, dor de cabeça, etc.).

Como é feita ?

– A monitorização ambulatorial da pressão arterial permite estimar a média das pressões durante o período total de exame, durante o período em que o paciente fica acordado (vigília) e, também, durante o período do sono. Avalia também se há alguma elevação da pressão arterial  durante a colocação do aparelho no consultório  (reação de alerta) ou eventualmente ao contrário, a queda da pressão arterial no consultório. Permite avaliar a diminuição da pressão arterial durante o sono, o chamado descenso noturno da pressão arterial. Sintomas, picos de pressão ou quedas da pressão arterial também poderão ser avaliados através da monitorização ambulatorial da pressão arterial.

Indicações 

– A indicações da monitorização ambulatorial da pressão arterial são: suspeita de hipertensão arterial do avental branco (pressão arterial elevada apenas no consultório), suspeita de normotensão do avental branco (pressão arterial normal no consultório e elevada fora deste), avaliação do tratamento anti-hipertensivo e para avaliação de sintomas, principalmente os de pressão arterial baixa (tonturas , sensação de desmaio e desmaio).

– A grande maioria das pessoas podem fazer a monitorização ambulatorial da pressão arterial. Pessoas que apresentam o braço em forma de cone (situação em que o manguito não fica adaptado no braço),pessoas com distúrbios do movimento, como a doença de Parkinson, e que não conseguem manter o braço parado na hora da medida da pressão arterial, ou ainda, aquelas com certas arritmias cardíacas, como a fibrilação atrial, não conseguirão realizar o exame de uma forma satisfatória.

Riscos

A  monitorização ambulatorial da pressão arterial é um exame seguro e praticamente isento  de complicações. Desconforto  no braço, geralmente tolerável, e dificuldade para dormir, costumam ser as queixas mais frequentes relacionadas a realização da monitorização ambulatorial da pressão arterial. Inchaço, problemas circulatórios e reações alérgicas ao manguito são complicações  que eventualmente podem ocorrer.

Autor: Dr. Tufi Dippe Jr – Cardiologista de Curitiba – CRM PR 13700.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here