Revisão demonstra associação entre obesidade materna e anomalias congênitas em recém-nascidos

0
93

Uma revisão conclui avaliou as evidências atuais, confirmando que  há uma associação entre sobrepeso ou obesidade materna, e as anomalias congênitas em recém-nascidos.

Os estudo publicados em língua inglesa, durante o período de janeiro de 1966 a maio 2008, foram avaliados.Entre um total de 1.944 artigos, 39 foram incluídos nesta revisão sistemática e 18 em uma meta-análise (avaliação de estudos agrupados).

Em comparação com as mães portadoras de um índice de massa corporal (IMC) recomendado, as mães que eram obesas apresentam maior probabilidade de gestações afetadas por defeitos do tubo neural  e espinha bífida. Anomalias cardiovasculares,  fissura palatina, anormalidades anorretais e hidrocefalia, também foram mais comum em recém-nascidos filhos de mães com sobrepeso ou obesas.

Os autores da revisão concluíram que a obesidade materna   associa-se a um risco aumentado de uma série de anomalias estruturais em recém-nascidos, embora o aumento absoluto deste risco seja pequeno. Mais estudos são necessários para confirmar definitivamente se o sobrepeso materno está diretamente implicado no aparecimento destas anomalias congênitas.

Fonte:JAMA(2009).

www.portaldocoracao.com.br  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here