A saúde depende dos dentes saudáveis

0
60

Qual é a real importância de se escovar os dentes e ter uma boca limpa com dentes saudáveis? Muitas pessoas responderiam que essa é apenas uma condição relacionada a estética, principalmente porque a boca é uma região muito exposta e qualquer problema fica facilmente visível. Contudo, escovar os dentes não é importante apenas por cuidados relacionados com a beleza e a vaidade. Vários outros fatores, como o funcionamento fisiológico correto do nosso corpo, dependem de dentes saudáveis. E para tanto é primordial limpá-los diariamente com fio dental e escova de dente. A necessidade de cuidá-los é, de certo modo, até fácil de se imaginar. Como estamos em constante evolução, se os dentes não fossem necessários, provavelmente nós não os teríamos mais.

Uma curiosidade é que nossos ancestrais menos evoluídos já tinham o hábito de fazer a higiene da boca para manter os dentes saudáveis. Recentemente, arqueólogos divulgaram que a prática de limpar os dentes era comum para o Homem de Neandertal, hominídeo que desapareceu a 45 mil anos e era o parente mais próximo dos homens modernos. Mas a limpeza dos dentes é um hábito mais antigo ainda. Os arqueólogos chegaram a conclusão de que os Neandertais limpavam os dentes depois que descobriram fósseis de dois molares de 63.400 anos. Os pesquisadores observaram que, provavelmente, os Neandertais passavam algum objeto pontudo. Talvez, gravetos para limpar a boca. O objeto era utilizado como se fosse um palito de dentes. Essa não é, obviamente, a melhor maneira de realizar a higiene da boca, mas naquela época não havia outros recursos para essa finalidade.

É importante lembrar que os dentes e a boca fazem parte do sistema digestivo do corpo humano. E quando a pessoa não tem dentes em condições de realizar suas funções, esse sistema não funciona adequadamente. Assim, é prejudicado o funcionamento fisiológico de todo o organismo. Os dentes têm as finalidades de cortar, dilacerar e triturar os alimentos. E a digestão começa justamente neste processo com a ação da saliva. Se esse passo da digestão não é realizado corretamente, a pessoa terá dificuldades na absorção de nutrientes, o que pode acarretar prejuízos para o corpo humano. Afinal, muitas substâncias que são importantes para o nosso organismo acabam não sendo absorvidas na quantidade adequada. Por isso, é importante que se mastigue bem antes de engolir a comida.

Em pessoas com necessidades especiais, a possibilidade de a saúde ser afetada é maior ainda. Nesses casos, é preciso dar uma atenção toda especial a essas pessoas para que, no futuro, não sejam obrigadas a extraírem seus dentes. É bem comum acontecer isso. Como elas, geralmente, têm dificuldades de realizar a higiene da boca, os dentes ficam em estado bem deteriorado e a única alternativa é a extração. Existem trabalhos científicos que mostram que no caso de pessoas com problemas neuropsicomotores e que não têm dentes, o estado nutricional é prejudicado e a própria condição da doença piora.

Os idosos também sofrem muito com a perda de dentes. E isso acontece porque, com o passar do tempo, a tarefa da higiene bucal fica difícil de ser executada. No caso dos idosos que não têm dentes, é fundamental usar pelo menos a dentadura. Ela é capaz de minimizar esse problema.

A ausência de dentes traz prejuízos de todas as formas para qualquer pessoa. Os danos vão desde os estéticos, que interferem na vida social e causam problemas emocionais, até os fisiológicos que prejudicam o funcionamento normal do corpo humano. O importante, então, é cuidar da saúde bucal como nossos ancestrais já faziam a milhares de anos. Afinal, o hábito saudável pode refletir diretamente na saúde e qualidade de vida.

Arlindo Aburad é dentista, doutor em Patologia Bucal pela USP e presidente da Comissão de Ensino e Pesquisa do Hospital do Câncer de M

 

 Fonte: A Gazeta – http://www.gazetadigital.com.br/

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here