Dez motivos para as crianças ocuparem o banco traseiro dos veículos, segundo a ABRAMET

0
124

O banco do veículo ocupado pela criança é uma importante variável, capaz de interferir no risco de um acidente de trânsito. Estudos demonstram que crianças transportadas no banco traseiro do veículo têm risco absoluto menor de sofrerem ferimentos ou morte em comparação àquelas transportadas no banco dianteiro. A  Associação Brasileira de Medicina de  Tráfego (ABRAMET) enumera as explicações para esse fato:  

1-Crianças de 1 a 4 anos de idade terão 12% maior probabilidade de sobrevivência e as de 5 a 12 anos 7% a mais .

2-Se estiverem utilizando um dispositivo de retenção apropriado, terão o mais baixo risco de morte nos acidentes fatais.

3-Terão redução do risco de morte e ferimentos, mesmo se não estiverem utilizando estes dispositivos.

4- Apresentarão menor risco de sofrer ferimentos graves e necessidade de internação hospitalar.

5-A abertura da bolsa inflável do airbag poderá causar ferimentos graves em crianças sentadas no banco da frente do veículo.Na ocorrência de colisões frontais, crianças de até  14 anos de idade têm alto risco de sofrer sérios ferimentos quando sentadas no banco da frente, em veículos equipados com airbag.

6-O acidente automobilístico com impacto traseiro é a única circunstância em que a criança transportada no banco de trás está mais exposta ao risco. Contudo, porcentagem significativamente menor de passageiros de carro é envolvida em colisões fatais com impactos traseiros, comparado a impactos frontais ou laterais.

7-Benefício significativo do transporte no banco traseiro foi observado inclusive para crianças de 5 a 12 anos utilizando apenas o cinto abdominal, quando comparadas a crianças transportadas no banco da frente e utilizando o cinto de 3 pontos. Este benefício, entretanto, não é constatado para crianças menores que são transportadas sem dispositivos de retenção no banco traseiro, comparadas àquelas transportadas com cinto de 3 pontos no banco dianteiro.

8-A segurança é ainda maior quando a criança é transportada no centro do banco traseiro, não havendo diferença significativa quanto ao risco entre o posicionamento da criança nos lados direito ou esquerdo deste banco. No caso de acidente automobilístico, crianças transportadas no centro do banco traseiro têm até 24% menor risco de morte que aquelas transportadas nas posições laterais.

9-Crianças viajando sozinhas com o motorista ocupam, com maior freqüência, o banco da frente. Na presença de outro passageiro, adolescente ou adulto, no veículo, reduz-se consideravelmente esta condição.

10-A idade do motorista, o parentesco com a criança transportada, o tipo do veículo e a presença ou não de airbag são fatores que influenciam o posicionamento não recomendado da criança no banco dianteiro.As mulheres, com maior freqüência que os homens, transportam as crianças no banco traseiro.

Fonte:ABRAMET(2006).

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here