Doenças cardiovasculares: Taxas de mortalidade declinaram nas últimas décadas, mas a expectativa é de novo crescimento, dizem pesquisadores

0
59

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no Brasil (cerca de 32%) e no mundo.Um estudo realizado por pesquisadores da UERJ (Universidade Estadual do Rio de Janeiro), UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro) e Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), mostrou que as taxa de mortalidade por doenças cardiovasculares no Brasil diminuiu no período estudado (1980-2003). No entanto, são esperados aumentos graduais para as próximas décadas, o que indica a necessidade de medidas de prevenção dessas doenças.

Foram avaliados dados oficiais sobre mortalidade e estimativa populacional entre os anos de 1980 e 2003. Os resultados mostram que, ao descreverem as tendências da mortalidade cardiovascular no Brasil ao longo de 24 anos e investigarem as diferenças de acordo com os grupos de doenças, região, sexo e idade, as taxas de mortalidade por doenças cardiovasculares decresceram, no período investigado, de 287,3 para 161,9 por 100 mil habitantes – redução anual média de 3,9%.

As reduções foram observadas em todas as faixas etárias e grupos de doenças, com o acidente vascular cerebral (derrame) exibindo o maior declínio, de 95,2 para 52,6 por 100 mil habitantes (média de 4% ao ano), seguido pelas doenças coronarianas (como o infarto do miocárdio), de 80,3 para 49,2 por 100 mil habitantes (3,6% ao ano). Essas reduções foram observadas principalmente em regiões mais desenvolvidas.

Apesar destes resultados, um aumento gradual nas mortes por doença cardiovascular é esperado para as próximas décadas e esforços adicionais para  prevenção são necessários.

Fonte:Revista Panamericana de Salud Pública(2009).  

www.portaldocoracao.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here