Exercitar-se 20 minutos por dia preserva a memória de idosos, diz estudo

0
139

Um estudo demonstrou pela primeira vez, que exercitar-se cerca de 20 minutos  por dia podem prevenir a perda da memória com o avançar da idade. Esta é constatação de um grupo de pesquisadores australianos, ligados à uma equipe do Centro de Saúde e Envelhecimento da Western Australian Institute for Medical Research (WAIMR).Eles demonstraram que a prática de atividades físicas regulares pode levar a uma melhoria duradoura da função de memória.

Idosos que se ocupam de alguma forma de exercício aeróbio estão mais aptos a se lembrar de tarefas, aniversários, datas e nomes de amigos da família, declarou um dos autores do estudo.Para se obter esses benefícios basta praticar atividades simples, como caminhar ou dançar, todos os dias, por cerca de 20 minutos. Os resultados representam um grande passo no sentido de ajudar as pessoas a melhorar sua memória e potencialmente retardar a progressão de demências, que podem levar à doença de Alzheimer.

As taxas estimadas de incidência e prevalência para a doença de Alzheimer, de acordo com o Estudo Longitudinal de Baltimore, Estados Unidos (1958-1978), demonstram que a taxa de incidência aos 60 anos é de cerca de 10%. A taxa dobra a cada 5 anos e ao redor dos 85 anos é nove vezes maior que aos 69 anos de idade. As taxas de prevalência apresentam aumento geométrico a partir dos 60 anos de idade, ultrapassando de 50% aos 95 anos.

Fonte:JAMA(2008).

www.portaldocoracao.com.br  

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here