Apesar dos potenciais malefícios, venda de bebidas energéticas cresceu 240% nos Estados Unidos

0
199
5/10/2016. Tibas, Estudio Grupo Nacion. Foto ilustrativa sobre bebidas energeticas. foto jeffrey zamora

Os meios de comunicação tem alertado a população geral quanto aos potenciais perigos dos ingredientes contidos nas bebidas energéticas. O Mintel Global New Products Database (GNPD) alerta que as versões mais recentes das bebidas energéticas não estão ficando mais saudáveis.

Apesar disso, o mercado de bebidas energéticas  nos Estados Unidos continua  crescendo.Estima-se um aumento das vendas em mais de 240% no período entre 2004 e 2009. No mesmo período, o número de novas bebidas energéticas também aumentou em cerca de 110%.

Analisando os componentes das bebidas energéticas lançadas entre 2004 e 2008, a Mintel GNPD encontrou cafeína em quase todas estas bebidas. Além disso, a taurina, outro ingrediente destas bebidas, foi encontrada em mais de uma em cada quatro (27%) bebidas energéticas em 2004, embora essa proporção tenha sido ligeiramente reduzida para uma em cada cinco bebidas (21%) em 2008.

“Há um mercado crescente e significativo para as bebidas energéticas”, disse Lynn Dornblaser, da Mitel GNPD. “Embora os consumidores digam que gostariam de comer e beber melhor, parece que as bebidas energéticas não são uma categoria de alimentos aonde esta preocupação esteja presente, pois contém açúcar, cafeína e taurina, que podem ter efeitos negativos se consumidos em excesso”, conclui Lynn Dorblaser.

A Mintel GNPD apurou que os fornecedores estão produzindo algumas bebidas energéticas mais saudáveis, de acordo com  certas reivindicações, no entanto, elas ainda são a minoria.

Fonte: Mintel GNPD.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here